Monday, March 10, 2008

Nova Maneira De Destruir Vírus : Agite-os Até A Morte

Cientistas poderão um dia ser capazes de destruir vírus da mesma forma que cantores de ópera presumidamente quebram taças de vinho. Nova pesquisa determinou matematicamente as frequências em que vírus simples podem ser agitados ate a morte.

"O capsídeo de um vírus é algo semelhante a casca de uma tartaruga", disse o fisico Otto Sankey da Arizona State University. "Se o material envoltório pode ser comprometido [por vibrações mecânicas], o vírus pode tornar-se inativo. "As recentes evidências experimentais tem demonstrado que as vibrações do laser sintonizadas na frequência certa podem matar determinados vírus. No entanto, localizar as chamadas frequências ressonantes é um pouco de tentativa e de erro.

"As experiências devem testar uma grande variedade de condições
precisamente e esperar que as condições encontradas possam conduzir ao sucesso", disse Sankey.
Para agilizar essa pesquisa, Sankey e seu aluno Eric Dykeman desenvolveram uma forma de calcular o movimento vibracional de cada átomo do invólucro do vírus . E a partir disso, eles puderam determinar as frequências ressonantes mais baixas.
Como um exemplo de sua técnica, a equipe usou de modelo o Virus Satelite da Necrose do Tabaco e encontrou que esse pequeno vírus ressoa fortemente ao redor de 60 Gigahertz (onde um Gigahertz e um bilhão de ciclos por segundo), conforme relato publicado em 14 de janeiro na edição da revista Physical Review Letters.

Soar os sinos da morte

Todos os objetos tem frequências ressonantes em que naturalmente oscilam. Puxe uma corda de violão e ela vibrará em uma frequência ressonante.

Mas a ressonância pode perder o controle. Um exemplo famoso é a Tacoma Narrows Bridge, que entortou e finalmente desmoronou em 1940 devido a um vento que embalou a ponte para frente e para trás em uma de suas frequências ressonantes.

Os vírus são suscetíveis ao mesmo tipo de excitação mecânica. Um grupo experimental liderado por K. T. Tsen da Arizona State University demonstrou recentemente que as vibrações da luz laser podem induzir vibrações destrutivas ao invólucro do vírus .

"A idéia é que o tempo em que a pulsacçã começa a funcionar é aproximadamente um quarto do período da vibração", disse Sankey. "Tal como empurrar uma criança em um balanço , um empurrão impulsivo induz o vírus a agitar-se"

E difícil calcular que tipo de impulso destruirá um vírus, desde que podem haver milhões de átomos na estrutura do seu capsídeo. Uma computação direta dos movimentos de cada átomo usaria várias centenas de milhares de Gigabytes de memória de um computador, Sankey explicou.

Ele e Dykeman encontraram um método para calcular as frequências ressonantes usando muito menos memória.

Na Prática

A equipe planeja usar sua técnica para estudar outros vírus mais complicados. Entretanto , ainda se tem um caminho longo a percorrer até se utilizar esta técnica para neutralizar os vírus em pessoas infectadas.

Um desafio é o da luz laser não pode penetrar a pele muito profundamente. Mas Sankey imagina que um paciente poderia ser conectado a uma máquina como a de diálise, na qual o sangue circula através de um tubo, onde ele poderia ser exposto ao laser. Ou talvez o ultrassom pudesse ser usado em vez do laser.

Estes tratamentos presumidamente seriam mais seguros para os pacientes do que muitas drogas antivirais que podem ter efeitos colaterais terríveis. Células normais não deveriam ser afetadas pelo laser que destrói o virus, ou ondas sonoras, porque elas tem frequências ressoantes muito mais baixas do que as dos vírus, Sankey disse.

Além disso, e improvável que os viruses desenvolverão resistência a agitação mecânica, como desenvolvem as drogas.

"Este é um campo tão novo, e assim, há poucas experiências que a ciência ainda não teve tempo suficiente para provar a si mesma", disse Sankey. "Nós continuamos esperançosos, mas continuamos céticos ao mesmo tempo."

Fonte :

Live Science

Dr. Mercola

2 comments:

Silvinha said...

Gostei do seu blog, o meu refere-se a psicologia.
Interessa parceria de troca de links?
Grata.
Silvia
http://erazen.blogspot.com

Ser Saudavel said...

Oi Silvia : )
Obrigada pelo interesse. Vou visitar o EraZen e deixo mensagem la, ok?
Ate mais.